...Semeando Palavras... (por Katheryne Nazer)


*quando falo de amor*

E vem a vida novamente,

atropelando meus sentimentos,

desaguando sua impaciência

sobre o meu tempo.

 

E eu aqui, tão distraída

para a novidade não nova,

para represar meu intacto coração

que fiquei sem ar nem rumo.

 

A vida com suas regras discretas

e sinuosas,

que dificulta o caminho

da realidade (imposta)  presente.

 

Fico no limbo da existência -

plena e transversa -

do que é ou poderia ser,

no seu manual de sobrevivência.

 

Resta a vida, imperiosa!

Dizendo sobre o hoje,

amoldando-me aos seus desmandos

impondo seu controle.

 

 

Sobro eu nesse labirinto,

sem o mapa das emoções bipartidas -

ou certezas unívocas,

quando falo de amor.

 

 

 

Green Still Life

Pablo Picasso (Spanish, 1881-1973)

*R.C.P.

 



Escrito por Kathy às 14h21
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




*sra. leveza*

 

Às vezes  é preciso emergir, sabe?  Sair da comodidade farta do dia-a-dia para pisar a grama com os pés descalços antes de ir para o trabalho. Fazer o que não se faz em nome da moral e dos bons costumes. Transgredir – transgredir a si mesmo.

É preciso... sim, é preciso! Somente é preciso ser, o que já nos toma bastante tempo. Ser de verdade  aquilo que se é quando se toma banho. Cantar, rir, lembrar e sentir a água correr na "multidão dos seus pecados". Escrever no box o nome de alguém amado.

Tão necessário quanto respirar é sentir o que se respira. Quer fumar? Fume. Inspire o que vem de você após o trago ilegal da saúde. Isso é também a gente. É preciso desabituar os sentidos do que é certo ou errado aos olhos da casa alheia. A nossa alma só a nós habita e é a ela que devemos a satisfação de ser feliz.

Ah! Acordar de manhã e voltar a dormir numa quarta-feira: transgressão máxima. Acúmulo de prazer de estar vivo e estar onde se quer, com quem se quer. Se bem que estar sozinho é bastante revolucionário nesses dias:  guerreando com telefones, Internet, televisão, ipod. Como se não bastassem as vozes que ecoam dentro de nós.

Muitas vezes é preciso o silêncio total. Sem ordens ou desmandos. As pessoas deveriam ser um pouco mais secretas, como sou eu. E dar ao valor ao que se sente. Acalmar nossa histeria interna com um pouco de flores para podar, sabe? Fechar a banca, sem a placa do “Volto logo!”. Oras, volto quando quiser, a casa é minha!

Ouvi de uma amiga muito amada sobre viver “leve”. E a leveza desde então me percorre como se nunca tivesse ouvido a expressão. Como nas barrinhas de cereais: light! Até iogurte com o nome “pense leve” já existe. Deve ser a urgência dessa moda diet! Mas o que é ser leve senão viver e sobreviver a despeito das circunstâncias e de nós?

É preciso prestar atenção às delicadezas - fora de moda. É preciso mesmo “pegar leve” com a gente (tem razão querida do parágrafo anterior). Leve não, levíssimo! Descortinar o que nos cala. Desabrochar os sentimentos. Deixar o coração bater, acelerar e correr. Suspirar. Segurar o nosso próprio leme. Andar em nossa direção. Existir. É preciso voar dentro de nós e sobrevoar o mundo.

Cortar o cabelo. Amar de novo. Amar pra sempre. Eu te amo. Falar. Derreter. Fazer tostadas. Enviar flores. Receber carinhos. Escrever cartas à mão. Trocar receitas. Desapegar-se de pessoas e coisas. Conhecer. Explorar. Colecionar o que nos é caro. Preparar um jantar à luz de velas. Deleitar-se. Curry. Aromas, perfumes e cheiros. Viajar. Encontrar-se sem hora marcada. Estar junto. Sorrir. Ouvir músicas, sons e barulhos , bons! Comer chocolate, pizza e afins. Respirar sem pressa. Amigos. Confidências. Madrugadas. Família e cachorro. Esperar um telefonema. Suar frio. Frio no estômago. Salivar. Esquentar. Unhas vermelhas. Eternizar.

Às vezes, é preciso viver, apenas. “De leve”, quase levitando sobre nós mesmos.  

 

Maria Bonomi 
O Inventor , dia e mês desconhecidos 2000 
litogravura 

*para Sra. Leveza (R.L.), claro!



Escrito por Kathy às 08h28
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, SAO PAULO, Mulher, de 36 a 45 anos, English, Italian, Arte e cultura, Gastronomia, além de ser advogada! knazer@uol.com.br
Histórico
Outros sites
  UOL
  UOL SITES
  Clarice Lispector
  Lygia Fagundes Telles
  Maria Bonomi
  Yvette Matos
  Aqui tem coisa - Fernando Stickel (blog)
  Pão e Poesia (blog)
  Rabiscando - Decca (blog)
  Troca letras (blog)
  Eu bloggo - Gorete (blog)
  Mude - Edson (blog)
  Pessoas e Coisas (blog)
  Escuchame porra - Fejones (blog)
  Mbrettas - Marcelo (blog)
  Moacir Caetano (blog)
  Ar de Amor (blog)
  Letras e Tempestades (blog)
  Epiderme da Alma- Lela (blog)
  Poesia em Movimento - Weder (blog)
  Imagem e Palavra - Constança Lucas (blog)
  O Apanhador de Sonhos- Benè Chaves (blog)
  Loba, corpus et anima (blog)
  Xilo e Cia (Blog) André Miranda
  A pergunta que não quer calar (blog) Pinho
  Contando histórias que a vida escreve...(blog) Aghata
  Jardim de Letras (blog) Crystal
  Poesias//Contos (blog) Andrade Jorge
  Olhar e Palavras (blog) Luara
  Cherries (Blog) Cherry
  Oceanos e Desertos (Blog) Adélia
  Anucha (blog)
  Diário de Bordo de Manoela Afonso (blog)
  Solitária in Blue (blog) Lúcia
  Caraminholas - Marcos (blog)
  Mudanças e Adaptações- Clarice (blog)
  Peregrina -Anne Marie- (blog)
  Coisa que ninguém deveria ler - Alex (blog)
  Janelas Abertas - Zeca (blog)
  Viver melhor - Ceci (blog)
  Luiz Pienta (blog)
  Ventania - Regina (blog)
  Albergue Noturno - Edilson (blog)
  Som de Cor de Mim - Sanka (blog)
  Flores, Pragas e Sementes - Leandro(blog)
  Vertentes de Mim - Ivan (blog)
  Poesia do agora - Renato (blog)
  Pretensos Colóquios - Dora (blog)
  Muito Mais de Mim - Déia (blog)
  Ensaios do Eu - Maia (blog)
  Stalingrado2 - Rafael Nolli (blog)
  Extremus - Dexy (blog)
  Poemas, Poesias e elegias - Aqueta (blog)
  Blog de 7 cabeças
  Lenta Composição- Lunna (blog)
  Alma do meu sonho - Patrícia Gomes (blog)
  A música e eu - Angel (blog)
  Feita em Versos - Sandra (Blog)
  Eu em Mim - Petra (blog)
  Miscelânia - Cláudia Marra (blog)
  Nemastê - Alê Quites (blog)
  Tina em Sampa-blog (Tina)
  Eu e as meninas - blog (Vivi)
  Kamui (blog)
  Sinceridade Brutal (blog) - Neusa Doretto
  Um gole só - Magali Moraes (Blog)
  Vamos falar sobre cinema - Fernando Tuma (blog)
  Escritos de um poeta assaz - anderson Dias (Andermaster)
  Poesia Rápida (Neusa Doretto)
  Poema Curta-metragem
  ORKUT
  FACEBOOK
  TODAS AS ARTES ESTÃO LINKADAS PARA NÃO FERIR DIREITOS AUTORAIS.
  TODOS OS TEXTOS AQUI PUBLICADOS ESTÃO PROTEGIDOS POR DIREITOS AUTORAIS PERTENCENTES UNICAMENTE A AUTORA DESTE BLOG.
Votação
  Dê uma nota para meu blog





O que é isto?
Leia este blog no seu celular